Geração Y: como o jogo Monopoly for Millennials está ditando as regras focando em experiências.

Experiências focadas para a Geração Y.

O jogo de tabuleiro Monopoly é conhecido não só por sua versão original, mas também pelas outras que sempre conquistam o coração das pessoas, como: Alice no País das Maravilhas, Batman, Star Wars, Crônicas de Nárnia, Disney, Hora de Aventura, Liga da Justiça, Marvel Comics, Beatles, Pokemon, Metallica, Queen, entre outros. Deu para perceber que a lista é grande, né?

Mas a versão que virou destaque recentemente foi a millennials, lançada nos Estados Unidos.
Você deve estar se perguntando: mas o que isso tem de tão importante e o que afinal isso tem a ver com meus clientes?

Veja abaixo os tópicos que vamos abordar nesse artigo e o que explicaremos detalhadamente:

  1. Perfil da Geração Millenials
  2. Como funciona o Monopoly for millenials?
  3. Por que os millennials são importantes?
  4. Gerações: Baby Boomers, X, Y (Millenials) e Z..
  5. Exemplo: Como fidelizar os millennials?

Perfil da Geração Millennials

Nascidos em meados dos anos 80, 90 e 2000, as gerações Y e Z passaram a ser denominada de millennials por suas características peculiares.
Como por exemplo, na área profissional, trocar de emprego com certa facilidade é comum. Eles têm um senso de urgência que os deixam curiosos para saber sempre quais serão seus próximos desafios.

Eles também têm sede de conhecimento e são muito antenados.

Apaixonados por mudanças, eles têm habilidades que as outras gerações que antecederam não têm: em vez de terem medo, eles aceitam as mudanças com entusiasmo.
Facilidade à informação (o conhecimento está sempre ao alcance) faz muito deles se questionarem: “Como se vivia sem o Google?”.

Outra característica forte é: multitarefas. Um millennial trabalha enquanto ouve música, enquanto checa as redes sociais e enquanto atende o telefone. Tem a capacidade de fazer diversas coisas ao mesmo tempo. Esse é um dos principais motivos para que eles anseiam por flexibilidade nos horários e oportunidades de conciliação da vida profissional com a pessoal.

E agora outras características que tem o maior impacto em millennials como cliente da sua marca:

Prezam por experiências, mais do que gastos – Dinheiro não é prioridade para essa geração. Mas sim, as experiências que aquele serviço/marca irá causar.

Eles não acreditam em propagandas – Acreditam que a publicidade na maioria das vezes não é verdadeira, então as recomendações, o boca-a-boca, comentários positivos e notas atribuídas nos sites e nas redes das marcas pesam muito mais na decisão de compra do que uma publicidade cara.

Resenhas disponíveis na internet também influenciam –  Como citado acima, a fonte de confiança dessa geração é a internet. Então, antes de comprar um produto, eles buscam resenhas e opiniões na internet e, dependendo do que encontram, isso os fará tomar a decisão de compra ou não.

Necessitam de relacionamento nas redes sociais – As marcas que tem interação com seus clientes nas redes sociais têm maior probabilidade de fidelização ou em tornar um cliente comum em um cliente promotor.  É importante frisar aqui que, como eles estão conectados em várias redes, a comunicação traçada deve ser omnichannel (sua marca deve estar presente em vários canais de contato).

Como funciona o Monopoly for millenials?

 

A principal característica do jogo é a mesma da geração millennials. A única diferença é que ao invés de colecionar dinheiro, você coleciona experiências.
Dentre elas estão: festivais de música de três dias de duração, cursos de yoga, restaurantes veganos, participar de retiros, dormir no sofá de amigos, entre outras.


No tabuleiro, cada jogador, 4 no total, tem que criar uma tendência. As peças dos adversários são: uma bicicleta, um emoji, uma hashtag, uns óculos de sol e uma câmera fotográfica. Se caírem nas casas que já foram descobertas, é obrigatório o pagamento. As casas especiais possibilitam que os jogadores tirem cartas que te obrigarão a pagar por ter usado mais de 46 emojis, vender o casaco da avó ou por ter um aumento suspeito no número de seguidores.


Quem ostentar o maior número de experiências no fim do jogo, provando que a maior riqueza é a vida e não o dinheiro em si, será o vencedor.

Por que os millennials são importantes?

Em nosso último artigo, ressaltamos a importância da experiência do cliente e o quanto isso impacta na decisão de compra e na fidelização desse consumidor.
É bom termos em mente que esse público alvo não prioriza o valor monetário e sim a experiência em si.


Experiência Positiva / memorável = Fidelização = Recomendação

Eles possuem um perfil de conexões reais e a recomendação aos amigos e parentes são pontos praticados constantemente.
Da mesma forma que buscam informações e resenhas na internet eles poderão fazer o mesmo, recomendando seu produto/serviço em suas redes sociais. Mas, cuidado. Experiências ruins podem causar o efeito contrário, como relatos negativos.



Gerações: Baby Boomers, X, Y (Millenials) e Z.

 

Agora que explicamos sobre a millennials, que tal saber sobre as outras gerações e o que as difere? Afinal, o mercado é diverso e você deve estar preparado para atender a todos os consumidores.

Geração Baby Boomers – ou em tradução livre, explosão de bebês

Essa geração recebeu esse nome devido à explosão populacional que ocorreu após a Segunda Guerra Mundial.Com o retorno dos soldados para suas casas, muitas mulheres engravidaram na mesma época ocasionando esse boom de bebês.


Nascidos em meados de 1950 e 1960, eles enfrentaram uma transformação cultural importante: a ascensão da televisão. O que foi um grande fator de influência na alteração do comportamento dos jovens.

Os principais movimentos dessa época eram o feminismo, ideais de liberdade, movimentos a favor dos negros e homossexuais.  O descontentamento contra a censura e repressão da ditadura era expressado por meio de festivais de músicas.


No profissional, eles almejam uma carreira sólida, buscando fidelidade à empresa, querendo segurança e estabilidade para trabalhar na mesma por muitos anos.

 

Geração X

No Brasil, as principais características que marcaram essa geração foram o Regime Militar e a censura pela ditadura, dentre outros acontecimentos políticos e sociais como: impeachment do presidente Fernando Collor, popularidade da AIDS e a queda do muro de Berlim.


Como profissionais, eles trabalham mais para ganhar dinheiro, juntar reservas para momentos de crise e mostram apegos a títulos e cargos.

 
Geração Y (Millennials)

Essa geração nasceu entre os anos 80 e 90, e podem ser chamados de Geração do Milênio ou Geração da Internet, por nascerem em um mundo globalizado, com avanços tecnológicos, crescimentos de vários países e potências mundiais.


Uma das diferenças com a geração anterior é que essas crianças cresceram com acesso a muitas coisas que seus pais não tinham, como: TV a cabo, videogames, computadores, jogos, etc. E por virem dessa ascensão da tecnologia eles sempre querem inovar e tudo do mais moderno: a televisão mais moderna, o celular mais moderno, o computador e qualquer outro produto tecnológico.


A geração Y constitui um grande pedaço da população mundial. Estima-se que 25% da população dos Estados Unidos, por exemplo, é composta por millennials.  

 

Geração Z

Vindos pós surgimento da internet, entre 1992 e 2010, a geração Z já nasce familiarizada com todo tipo de tecnologia.
Eles não conseguem imaginar – ou viver – um mundo sem tecnologia e internet, o que os deixa um passo à frente das outras gerações, pois a facilidade para manusear qualquer tipo de ferramenta tecnológica é instintiva.


Essa geração não acredita em seguir uma carreira exercendo a mesma função para o resto da vida, muitos estão ainda para entrar no mercado, mas o que se espera é uma flexibilização muito grande.

Exemplo: Como fidelizar os millennials?

Conheça esse público
Quer alguém mais experiente nessa geração do que um millennials?
Aposte em membros dessa geração na sua equipe para traçar melhores objetivos que conversem de maneira certeira com esse público.

Mostre personalidade e autenticidade
Seja autêntico, deixe as propagandas massivas de lado e foque nas experiências personalizadas. Mostre a personalidade da sua marca, utilize ideias fora da caixa, conteúdos simples e práticos, oferece experiência colaborativas e inove sempre. Use todo o conhecimento e as características desse público para conquistá-lo.

Crie experiências inesquecíveis
Não esqueça da dica principal. Esqueça dinheiro e propagandas padrões. Foque em experiências extraordinárias, diferentes e únicas que marcarão aquele consumidor para sempre.

Tenha a tecnologia a seu favor
Para conquistar esse público, jamais esqueça de ter uma presença forte nas redes sociais. Não só fortalecendo a marca, mas também interagindo com o público, conversando, respondendo a comentários, dando dicas e participando ativamente da rotinas deles.

Lembre-se: o millennial precisa se sentir querido por sua marca.

Customer Experience: a experiência que ganhou o coração dos consumidores e das empresas

Dentre as diversas expressões que surgiram nos últimos anos dentro desse mundo da Satisfação do Consumidor, eu tenho certeza que você já escutou, pelo menos algumas vezes, o termo Customer Experience em algum lugar.